Busca do Blog Jacksoow Idéias

Pesquisa personalizada

Seguir Por Email

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Hoje...


 

 

 

 

Hoje...


Hoje não escreverei linhas retrocidas, amorfas

Não deixarei que o meu pesar acolha estes escritos

Hoje tentarei ser bendito nos meus rascunhos dementes

Pintando frases, sem rasura, tapando meus recônditos

Elaborando lindas alegorias e linhas eloquentes


Hoje na minha vida...


Não escreverei sobre a dor, solidão ou tempo vil

Hoje não falarei dos meus erros, da minha humanidade

Não serei mais um monstro escondido em seu covil

Escreverei, simplesmente, do amor presente sem saudade


Hoje na minha alma...


Onde os tons negros transformados em cinza

Percorrem os caminhos padecidos na luz

Puxando-me para um novo raiar, novo dia

Arrancando-me, todos, os possíveis pregos da cruz

Untando-me as feridas da minha ex-vida sombria


Hoje no meu ser..


Esquecerei-me das mortes, da fome, dos viveres

Dos dias incautos, das incongruências humanas

Das cóleras, tifos, das sidas, dos tudo perderes

Simplesmente escreverei umas linhas serenas


Hoje na minha insanidade...


Verei este mundo, lindo, humano e feliz

Onde se vive em harmonia, em paz e em amor

Onde o rei não agride a mulher imperatriz

Onde não há raças, xenofobias, onde não há cor.